A Águas de Holambra realiza, com frequência, a reunião do Afluentes em diversas comunidades do município, mas neste mês de setembro, o encontro no Salão da Terceira Idade foi especial. A concessionária foi convidada pelo Fundo Social para integrar a programação de uma agradável tarde de atividades, que incluiu a apresentação de coral do grupo da terceira idade, a leitura de poesia e uma roda de conversa sobre saneamento. A reunião foi conduzida pela primeira dama e presidente do Fundo Social de Holambra, Diva de Souza Godoy.

Em linguagem simples e acessível, a coordenadora de Responsabilidade Social da Águas de Holambra, Maria Aparecida Draheim, apresentou a concessionária e abordou temas relativos ao saneamento básico, com ênfase na importância da utilização correta da rede de esgoto. Maria Aparecida explicou a diferença entre a rede de esgoto e a de galeria de água pluvial, reservada para a água de chuva. Além de frisar que as duas redes são distintas, pois água de chuva não deve estar na mesma tubulação que o esgoto, Maria Aparecida explicou também os transtornos que o lixo descartado incorretamente pode causar ao sistema de coleta e tratamento de esgoto e ao usuário.

“Todo material descartado na rede de esgoto como papel higiênico, cotonete, absorvente, óleo de cozinha, causa entupimento e, consequentemente, sobrecarrega o sistema da concessionária, podendo causar extravasamento de esgoto, inclusive dentro do próprio imóvel” conscientiza a coordenadora de responsabilidade social, que também distribuiu aos participantes folhetos com dicas e os telefones de contato da Águas de Holambra.

A primeira dama de Holambra e presidente do Fundo Social do município, Diva de Souza Godoy, participou de todas as atividades e ressaltou que o Projeto Afluentes desenvolvido pela Águas de Holambra contribui para a conscientização da população e o fomento da cidadania, assim como as ações do Plano de Trabalho do Fundo que têm a preocupação do bem-estar dos munícipes.